es Español

Grupo de trabalho

O futuro do trabalho

Por quê?

Durante os anos de 2018 e 2019, por ocasião do centenário da OIT e no âmbito da iniciativa "o futuro do trabalho que queremos" A FIDE, criou um Grupo de Trabalho com o objetivo de refletir e discutir o futuro do trabalho na Espanha, com uma perspectiva prospectiva, antecipar tendências e definir estratégias que contribuam para a criação de mais e melhores empregos.

Áreas de análise

  • Impacto da mudança tecnológica: como a automação, inteligência artificial, big data, novos materiais e processos, em um contexto de digitalização com a globalização, irão influenciar o trabalho.
  • Impacto dos processos de mudança: como tendências clima-ambientais eles vão influenciar o trabalho, em um contexto de desigualdade.
  • Impacto dos processos de mudança: como tendências demográficas eles influenciarão o trabalho em um contexto de desigualdade.
  • Oportunidades e riscos de mudanças de perspectiva para um trabalho decente: com direitos, sem discriminação, saudáveis, bem remunerados e com proteção social.
  • O declínio na relação de trabalho típica (permanente e em tempo integral) e lcomo novas formas atípicas de trabalho incluindo o problema da tendência de mercantilizar as relações de trabalho e os falsos trabalhadores independentes: oportunidade ou risco?
  • Sistemas de proteção social e estado de bem-estar e seu apoio fiscal… Em uma sociedade automatizada e em mudança.
  • Renda básica universal: Utopia ou realidade? Benefícios transferíveis (mochila austríaca).
  • Impacto em relações de trabalho derivadas da economia de gig, trabalho coletivo, uberização e outras formas de organização da produção e do trabalho associadas às novas tecnologias e plataformas digitais.
  • Desafios trabalhistas de processos globais de fragmentação do trabalho e cadeias de abastecimento globais.
  • Legislação trabalhista e regulamentação das relações de trabalho nos processos de mudança
  • Transformações nacionais e internacionais nas administrações do trabalho, nas organizações de empregadores e de trabalhadores e na negociação coletiva e no diálogo social em um contexto de transição. Novos trabalhadores, novos cidadãos.

publicações

Com base nas intervenções realizadas nas sessões realizadas no Grupo de Trabalho, foi elaborado o trabalho coletivo “O futuro do trabalho na Espanha: impacto das novas tendências”, que apresentamos no dia 15 de outubro na Fide.  

O futuro do trabalho na Espanha: impacto das novas tendências

Editor: Wolters Kluwer

Administração:  
  • Maria Emilia Casas Baamonde, Professor de Direito do Trabalho e Previdenciário (Universidade Complutense de Madrid) e Presidente Emérito do Tribunal Constitucional. Membro do Conselho Acadêmico da Fide.
  • Carlos de la Torre, Of Counsel do Baker Mckenzie Department of Labor. Membro do Conselho Acadêmico da Fide.

A Fundação para a Pesquisa em Direito e Negócios (FIDE) criou um Grupo de Especialistas multidisciplinar para reflexão e debate em relação à iniciativa da OIT sobre o futuro do trabalho. Este livro sintetiza as conclusões do referido Grupo de Especialistas e analisa as mudanças globais, profundas, inevitáveis ​​e de velocidade incomum, que afetam o emprego e o trabalho na Espanha. Essas mudanças decorrem das novas tecnologias, do envelhecimento da população e da demografia, dos fluxos migratórios, dos efeitos das mudanças climáticas, da globalização ou das novas formas de organização da produção a partir da irrupção das plataformas digitais e do uso intensivo das cadeias produtivas globais. 

Neste livro participaram juristas, economistas, sociólogos, sindicalistas, representantes da Administração e dirigentes de empresas, de reconhecido prestígio e relevância, oriundos de universidades públicas e das mais prestigiadas instituições públicas e privadas do país. É uma obra de grande importância estratégica para o futuro do trabalho que queremos na Espanha, dada a insubstituível função pessoal e social do trabalho decente como fonte de direitos trabalhistas e de proteção social, ou seja, de direitos de cidadania social.

Veja todas as informações sobre o livro >>>

O preço da obra é:
  • Papel: 64 + 4% de IVA = € 66,56
  • Digital: 51 + 21% de IVA = € 61,71

Disponível na Fide.

Direito Social da UE. Requerimento do Tribunal de Justiça (2ª Edição)

Em colaboração com Forelab e Asnala
Administração:
  • Maria Emilia Casas Baamonde
  • Roman Gil Alburquerque

Coordenadores:

  • Ignacio García-Perrote Escartín
  • Adriano Gómez García-Bernal
  • Antonio V. Sempre Navarro

Este trabalho pretende contribuir para responder à progressiva importância da doutrina social judiciária do Tribunal de Justiça da União Europeia. Suas frases têm notavelmente acelerado o ritmo, a quantidade e também a relevância de novas interpretações, que requerem seu estudo e aplicação por todos os envolvidos. Pelo mesmo motivo, juízes e advogados de jurisdição social habituaram-se não só, como é necessário, a integrar o Tribunal de Justiça da UE na sua prática entre os mais importantes intérpretes do direito da sua especialidade, considerando e aplicando os seus doutrina com uma nova habitualidade, mas também a pensar mais em termos do Direito Social da União Europeia no seu trabalho quotidiano.

É um exemplo único para uma equipa verdadeiramente ímpar de autores, juristas de extraordinário prestígio e relevância, bem como pelo seu conteúdo, que segue uma metodologia expositiva das normas do Direito Social da União Europeia sobre um tema amplo, com ênfase na sua interpretação principalmente pelo seu Tribunal de Justiça e também, se for caso disso, por outros tribunais europeus e tribunais superiores espanhóis.

A obra contém 48 capítulos organizados e concebidos para a utilidade dos requerentes de Direito Social da União Europeia, nos quais são abordados todos os assuntos de interesse para esses efeitos: o constitucionalismo social europeu; a eficácia das diretrizes; a relação entre os tribunais europeus e estaduais; a aplicação da jurisprudência do Tribunal de Justiça pelos tribunais nacionais; o conceito de trabalhador; igualdade e não discriminação; livre circulação de trabalhadores ;; emprego público; Direito Internacional Privado e direito aplicável; competência judicial ...

O livro inclui um cuidadoso e exaustivo anexo jurisprudencial cronologicamente ordenado de extraordinária utilidade, por reunir (com resumos de seu conteúdo preparados "ad hoc") toda a jurisprudência citada na obra, que é a mais relevante jurisprudência social do Tribunal de Justiça.

 
O preço da obra é:
  • Papel: 64 + 4% de IVA = € 87,63
Disponível na Fide.

itens relacionados

Conversas da Fide:
Impacto Social, Laboral e Emprego do COVID-19. Uma perspectiva internacional / nacional.

Numa situação de confinamento regional após meses de crise sanitária, reunimo-nos para falar sobre o «Impacto Social, Laboral e Emprego do COVID-19. Uma perspectiva internacional / nacional. ”, Com:

  • María Emilia Casas, Professora de Direito do Trabalho e Previdência Social. Presidente Emérito do Tribunal Constitucional.
  • Joaquín Nieto, Diretor do Escritório da OIT na Espanha.

Coordenadores de Grupo

Maria Emilia Casas

Professor de Direito do Trabalho e Previdenciário (Universidade Complutense de Madrid) e Presidente Emérito do Tribunal Constitucional. Membro do Conselho Acadêmico da Fide.

Carlos de la Torre

Advogado do Departamento de Trabalho Baker Mckenzie. Membro do Conselho Acadêmico da Fide

Contato

Preencha o formulário e alguém de nossa equipe entrará em contato com você em breve.