es Español

Grupo de trabalho

Emergência climática e gestão da água

Por quê?

O Grupo de Trabalho pretende contribuir com propostas concretas para os problemas que a emergência climática coloca em relação à água, tomando como referência os documentos e projectos legislativos mais relevantes até à data (nomeadamente o projecto de Lei das Alterações Climáticas e o Livro Verde da Governação da Água em Espanha que está a ser elaborado pelo Ministério da Transição Ecológica).

Áreas de Análise

Níveis internacionais de água

Uso e gestão pública

Regulamento de uso privado

publicações

Conclusões Grupo de Trabalho de Gestão de Água e Emergência Climática

O Grupo tem dedicado este curso à análise de questões de governança, como uma possível reforma institucional na gestão da água, ou a figura da Confederação Hidrográfica e seu posicionamento diante da emergência climática; questões relacionadas ao planejamento, como o papel do setor privado ou gestão da terra; e questões regulatórias, como a possibilidade de modificação das regulamentações europeias.

Depois de várias sessões de análise e trabalho conjunto, é um prazer para a Fide e para a direção do GT poder compartilhar nossas propostas.

O grupo de trabalho Fide formula propostas nos seguintes assuntos:

  1. Papel da água nas tarefas de mitigação e adaptação
  2. Projeto de sistemas de água resilientes. O papel da tecnologia
  3. Aplicação mais rigorosa do princípio de 'recuperação de custos'
  4. Promoção da cooperação inter-administrativa
  5. Aplicação mais rigorosa dos regulamentos comunitários sobre purificação
  6. Defesa e proteção de grupos vulneráveis
  7. Monitoramento contínuo das questões levantadas pelo desafio da água em um contexto de mudanças climáticas

Participaram deste grupo de trabalho: 

  • Valentine Alfaya, Diretor de Meio Ambiente Ferrovial.
  • Antonio Alonso Clemente, Chefe da Área de Contencioso de Serviços da Junta de Extremadura.
  • Ramiro Angulo, Secretário-Geral da Associação Espanhola de Abastecimento de Água e Saneamento (AEAS).
  • Liana Ardiles, Ex-Diretor Geral de Águas.
  • Mariano Bacigalupo Saggese, Professor de Direito Administrativo da UNED. Membro do Conselho Acadêmico da Fide.
  • Antonio Baena, Sócio-diretor da G-Advisory, subsidiária do grupo Garrigues.
  • Fernando Calancha, Sócio da Área de Regulação do Direito Público.
  • Carlos de Miguel Perales, Advogada, Professora da Faculdade de Direito do ICADE (Universidad Pontificia Comillas).
  • Antonio Fanlo Loras, Professor de Direito Administrativo.
  • Rafael Fernandez Valverde, Magistrado da Terceira Sala do Supremo Tribunal Federal.
  • Guillermo González de Olano, Diretor Jurídico do Grupo Suez.
  • David Howell, Chefe de Clima e Energia, Departamento de Governança Ambiental, SEO / BirdLife.
  • José Manuel Jover Lorente, Conselheiro Geral da Junta de Extremadura.
  • Pedro Linares Llamas, Professor de Engenharia ETS ICAI.
  • José López-Tafall, Diretor de Regulação da Acciona.
  • Blanca Lozano Cutanda, Professor de Direito Administrativo do CUNEF. Orientador Acadêmico GA_PO.
  • Assunção Martínez García, Diretor de Concessões do Grupo Suez.
  • Manuel Menendez Prieto, Conselheira Vocal no Gabinete do Secretário de Estado do Meio Ambiente.
  • Jose Antonio Morillo Velarde, Chefe do Departamento Jurídico, Portos Estaduais, Ministério do Desenvolvimento.
  • Francisco Muñoz, Diretor Geral de Gestão da Água e Zonas Verdes, Câmara Municipal de Madrid-
  • Luis Miguel Palancar, Diretor da equipe de Structured & Project Finance, BBVA Corporate & Investment Banking.
  • Francisco Pérez-Crespo, Sócio do departamento, Corporativo Cuatrecasas.
  • Cándido Pérez Serrano, Sócio responsável por Infraestrutura, Governo e Saúde da KPMG Espanha.
  • Alfonso Ramos de Molins, Procurador do Estado, Subdiretoria-Geral dos Direitos Constitucionais e Humanos.
  • Federico Ramos, Diretor de Gestão Hidrológica do Grupo Suez, Ex-Secretário de Estado do Meio Ambiente, Procurador do Estado.
  • Laura Rivera, Direcção de Serviços Jurídicos Red Eléctrica de España.
  • Cristina Rivero, Coordenadora de Meio Ambiente da CEOE.
  • Rita Rodriguez Robles, Diretor do Departamento Jurídico do WWF / Adena.
  • Gonzalo Saenz De Miera, Diretor de Mudanças Climáticas da Área da Presidência da Iberdrola.
  • Daniel Sanz, Subdiretoria Geral de Infraestruturas e Tecnologia, Ministério da Transição Ecológica.
  • Marina Serrano González, presidente da AELEC. Do Conselheiro Pérez-Llorca.
  • Jose Trigueros, Diretor do CEDEX (Centro de Estudos e Experimentação de Obras Públicas).
  • Imagem do placeholder de Fernando Valladares, Professor Pesquisador do CSIC, onde dirige o grupo de Ecologia e Mudanças Globais do Museu Nacional de Ciências Naturais.
  • Daniel Vazquez Garcia, Sócio, dirige o Departamento de Direito Público e Ambiental da Dentons Espanha.
  • Rosa Vidal Monferrer, Sócio-gerente da Broseta Abogados e Diretor de Direito Público.
  • Guillermina Yanguas, Magistrado e Doutor em Direito. Membro do Conselho Acadêmico da Fide (diretor do GT).
  • Antonio Yanez, Presidente da Confederação Hidrográfica do Tejo.

 

Todas as pessoas que participaram neste grupo de trabalho da Fide o fizeram a título pessoal e não por conta das entidades, escritórios, universidades ou empresas, onde desenvolvem o seu trabalho profissional, pelo que estas conclusões não refletem e não recolher posições institucionais, mas específicas de cada um dos membros do grupo.

Diretor de Grupo

Guillermina Yanguas

Magistrado e Doutor em Direito. Membro do Conselho Acadêmico da Fide.
Coordenação acadêmica: Silvia Organista

Contato

Preencha o formulário e alguém de nossa equipe entrará em contato com você em breve.