es Español

Grupo de Trabalho Internacional

O papel fundamental da Mediação

Por quê?

Em 4 de maio, lançamos o grupo de trabalho "O papel fundamental da mediação", um grupo formado por profissionais da área de mediação da Espanha e da América Latina, a fim de refletir sobre as vantagens da mediação e da gestão dos acordos negociados, explorar a experiência de profissionais de outros países de língua espanhola sobre esta fórmula, e o necessidade de recorrer a mecanismos alternativos de resolução de litígios que evitem o recurso aos tribunais, face à saturação em que se encontram.

A pandemia global causada pelo coronavírus obrigou os governos a adotar uma série de medidas extraordinárias para administrar a grave crise de saúde que os países enfrentam. Estas medidas têm consistido geralmente no confinamento da população para tentar reduzir o índice de infecções e não colapsar as infra-estruturas sanitárias, bem como restringir drasticamente todas as actividades consideradas não essenciais.

Vivemos uma situação sem precedentes cujas consequências sociais, econômicas e jurídicas nos acompanharão por muito tempo.

A forte contração da demanda imposta pelas circunstâncias está afetando gravemente a capacidade de muitas empresas cumprirem suas obrigações, colocando-as diante da impossibilidade de continuar a respeitar seus contratos ou da necessidade de modificá-los ou suspender temporariamente sua execução, mantendo o excepcional situação que vivemos.

Tanto os órgãos de poder judiciário quanto os escritórios de advocacia se preparam para a avalanche de ações judiciais relacionadas aos contratos afetados pelas medidas adotadas em decorrência da emergência sanitária que se anuncia no horizonte.

Áreas de Análise

Análise comparativa da legislação em alguns países latino-americanos de mecanismos de conciliação e mediação

Canais de comunicação, divulgação e mecanismos mais adequados que permitam às empresas saber como se desenvolverá a mediação na prática.

Representando Clientes na Mediação e o Papel do Advogado

publicações

Conclusões Grupo de Trabalho Internacional O papel fundamental da mediação

Foi realizada uma análise comparativa da legislação de alguns países latino-americanos sobre os mecanismos de conciliação e mediação, identificando diferenças e semelhanças que nos permitirão posteriormente formular propostas para promover o uso desses mecanismos. As leis analisadas são as do Equador, México, Peru, Argentina, Chile, Panamá, Uruguai, Colômbia, Brasil, Paraguai, Espanha e Reino Unido.

Outra área de atuação tem sido a representação de clientes na mediação e o papel do advogado. Foi elaborado um Decálogo para o advogado da parte e para os advogados de escritórios de advocacia e um compromisso no qual as empresas se comprometem a fazer esforços para levar seus clientes a resolver seus litígios usando ferramentas alternativas. Ambos serão apresentados em sessão e serão submetidos a debate e análise.

Por fim, a terceira vertente de trabalho tem sido a reflexão sobre os canais de comunicação, divulgação e mecanismos mais adequados que permitam às empresas saber como se desenvolveria a mediação na prática.

Subgrupos

Subgrupo 1:

Análise comparativa da legislação em alguns países latino-americanos de mecanismos de conciliação e mediação

O objetivo deste subgrupo é criar uma ferramenta útil e eficaz que nos permita conhecer o âmbito normativo da mediação e conciliação nas leis da América Latina, a fim de identificar as diferenças e semelhanças que posteriormente nos permitem propor propostas para aumentar ou promover o uso desses mecanismos de resolução de conflitos. As leis a serem analisadas são as do Equador, México, Peru, Argentina, Chile, Panamá, Uruguai, Colômbia, Brasil, Espanha e Reino Unido.

Coordenador: 

Briana canorio, Árbitro do Centro de Arbitragem da Câmara de Comércio de Lima

Subgrupo 2:

Canais de comunicação, divulgação e mecanismos mais adequados que permitam às empresas saber como se desenvolveria a mediação na prática

O objetivo deste subgrupo é identificar aquelas pessoas que podem ser um portal, que tomam decisões importantes nas empresas: assessores jurídicos, advogados internos, mas também realizam ações com os CEOs, conselhos de administração, diretores de departamento ... para ter um olhar mais aberto e introduzir a mediação nas empresas e ampliar o espectro para que as empresas tenham contato com a mediação.

Coordenador: 

Marta Lazaro, Advogado e Mediador.

Subgrupo 3:

Representando Clientes na Mediação e o Papel do Advogado

Este subgrupo tem como objetivo a criação, por um lado, de um Decálogo para o advogado de partido, para os advogados de escritórios de advocacia, que sintetize as questões mais importantes para o seu trabalho. Em segundo lugar, escrevendo um penhor no qual as empresas se comprometem a envidar esforços para levar seus clientes a resolver suas disputas utilizando ferramentas alternativas.

Coordenador: 

Fernando Navarro, Mediador comercial, empresarial e trabalhista, JAMS.

Diretor de Grupo

Carlos J. Gutierrez

Diretor de Contencioso da Siemens Gamesa Renewable Energy, SA
Coordenação acadêmica: White Bethlehem

Contato

Preencha o formulário e alguém de nossa equipe entrará em contato com você em breve.