es Español

Grupo de trabalho

Sanções administrativas criminais: duplo grau de jurisdição

Por quê?

Da Fide, foi lançado o Grupo de Trabalho "Sanções administrativas penais: duplo grau de jurisdição" para verificar a relevância da sentença da Corte Européia de Direitos Humanos de 30 de junho de 2020, caso Saquetti Iglesias contra o Reino da Espanha e sua incidência em a organização do sistema de recursos jurisdicionais instituído pela nossa Lei 29/1998, de 13 de julho, que regulamenta o Contencioso Administrativo.

objetivos

  • Divulgar o julgamento da CEDH e seus problemas.
  • Destacar a semelhança ontológica entre a revisão jurisdicional das sanções e a de outros atos administrativos que impliquem a cessação da atividade ou restrição de direitos.
  • Destacar as diferentes concepções que a CEDH e o Tribunal Constitucional adotaram sobre esta matéria.
  • Oferecer diferentes alternativas para adaptar nosso sistema de revisão jurisdicional de sanções administrativas aos requisitos da CEDH.
  • Apoiar a alternativa que, atendendo à jurisprudência da CEDH, implique o mínimo possível de alteração do nosso ordenamento jurídico.

Conclusão

Participaram deste grupo de trabalho: 

  1. Mariano Bacigalupo Saggese, Professor Catedrático de Direito Administrativo (UNED), ex-Advogado do Gabinete Técnico do Conselho Geral do Poder Judiciário e membro do Conselho Acadêmico da FIDE
  2. Cristina Jiménez Savurido, Presidente da Fide
  3. David Mellado Ramírez, Sócio da PWC. Procurador do Estado. Ex-secretário. Técnico Geral do Ministério das Finanças e Administrações Públicas
  4. Javier Sánchez-Vera Gómez-Trelles, Professor de Direito Penal da Universidade. Complutense e sócia da Oliva-Ayala Abogados
  5. Santiago Soldevila Fragoso, Magistrado do Tribunal Nacional. Câmara Contencioso-Administrativa

 

Todas as pessoas que participaram neste grupo de trabalho da Fide o fizeram a título pessoal e não por conta das entidades, escritórios, universidades ou empresas, onde desenvolvem o seu trabalho profissional, pelo que estas conclusões não refletem e não recolher posições institucionais, mas específicas de cada um dos membros do grupo.

conteúdo

  • A decisão do Tribunal Europeu dos Direitos do Homem de 30 de junho de 2020, caso Saquetti Iglesias contra o Reino da Espanha.
  • Premissas iniciais do Grupo de Trabalho.
  • Objetivos do Grupo de Trabalho.
  • Marcos jurídicos da CEDH relacionados com o caso Saquetti.
  • As exceções ao duplo grau de jurisdição de revisão previstas no Artigo 2.2 do Protocolo número 7 anexo à Convenção.
  • Diferentes alternativas à aplicação obrigatória da jurisprudência Saquetti, em relação às sentenças proferidas pelas Câmaras Contencioso-Administrativas do Tribunal Nacional e dos Tribunais Superiores de Justiça.
  • Diferentes alternativas à aplicação obrigatória da jurisprudência Saquetti, em relação às sentenças proferidas pelas Câmaras Contencioso-Administrativas do Tribunal Nacional e dos Tribunais Superiores de Justiça.
  • Diferentes alternativas à obrigatoriedade de aplicação da jurisprudência Saquetti, no que se refere às sentenças proferidas pelos Tribunais Contenciosos Administrativos junto aos Tribunais Superiores de Justiça e Tribunais Centrais do Tribunal Nacional, nos casos em que não haja recurso.
  • Extensão da doutrina aos casos de resoluções administrativas restritivas de direitos.
  • Conclusões e propostas alcançadas pelo Grupo de Trabalho.

Integrantes do grupo

Mariano Bacigalupo Saggese

Professor de Direito Administrativo (UNED), ex-Advogado do Gabinete Técnico do Conselho Geral do Poder Judiciário e membro do Conselho Acadêmico da FIDE

Cristina Jimenez

Presidente. Fundadora.

David Mellado Ramirez

Parceiro PWC. Procurador do Estado. Ex-Secretário-Geral Técnico do Ministério das Finanças e Administrações Públicas

Javier Sánchez-Vera Gómez-Trelles

Professor de Direito Penal da Universidade Complutense e sócia da Oliva-Ayala Abogados e membro do Conselho Acadêmico da FIDE

Santiago Soldevila Fragoso

Magistrado do Tribunal Nacional. Câmara Contencioso-Administrativa.
Coordenação acadêmicaVictoria Dal Lago Demmi

Contato

Preencha o formulário e alguém de nossa equipe entrará em contato com você em breve.